AROUCA, HISTÓRIA DE UM MOSTEIRO

A história de Arouca não pode ser contada sem incluirmos nela a vida do seu Mosteiro, as artes e os ofícios do seu povo, as lutas e uniões da sua comunidade. É para essa história que lhe abrimos a porta do tempo, de 21 a 23 de julho, para o evento «Arouca, História de um Mosteiro: Recriação Histórica». As monjas voltam a respeitar os seus tempos de oração no cadeiral, regem a sua vida na sala do capítulo, dedicam-se às artes e aos cuidados médicos. Chegam individualidades de toda a parte, que se cruzam com o povo, que canta e dança, enquanto descansa do labor dos seus ofícios, ali mesmo ao lado. Revivem-se episódios das invasões francesas e das lutas liberais, mas também momentos da vida religiosa, como a eleição da abadessa, figura de poder religioso e temporal por estas terras. De 21 a 23 de julho, vai querer fazer parte da história.